GuestPost: Comprar links é um bom negócio nos tempos atuais?

Compartilhar:
É notório que Google Penguim e Panda revolucionaram o mercado SEO e tem gerado muita confusão na cabeça dos bloggers e webmasters. Sem dúvidas, comprar links sempre foi um bom negócio e que trazia um retorno significativo a páginas perante aos mecanismos de busca, porém após as modificações destes algoritmos ocorrida em 2012 existem uma série de restrições com relação a esta prática.

Principalmente com o Google Penguim, o Web Spam tem sido um dos principais casos em que o Google tem combatido de frente, o que pode tornar nosso link building, se não estiver construído de forma adequada, um tremendo fiasco e causar danos irreversíveis.

Após aproximadamente 8 meses que o Penguim foi lançado, já podemos fazer algumas análises a respeito do comportamento para tentar elucidar o que isto impacta para quem deseja comprar links na internet.

Qualidade gera qualidade

Sempre foi nítido que conseguirmos links em páginas de qualidade passam um juice (poder) muito maior a página que esta sendo linkada. Porém, com o surgimento do Penguim o inverso também esta sendo analisado. Páginas que possuem muitos links de outras páginas que praticam SPAM, que são de péssima qualidade, que possuem algum tipo de Malware ou algo do tipo tem sido rebaixado nos resultados do Google, perdendo assim sua credibilidade frente ao buscador. Isto se deve ao fato de que muitos webmasters que praticavam Black Hat SEO a fim de prevalecer suas páginas e obter rendimentos com programas de afiliados, criavam centenas ou até mesmo milhares de links em fóruns de SPAM, páginas criadas na internet com o único intuído de apontar links para outras páginas e outros locais de péssima qualidade, visando unicamente obter vantagens. Com o Penguim, este tipo de prática foi fortemente combatida.

Leia Também


Variação de Texto Ancora

Sempre foi nítido também o fato de que os textos ancoras dos links que apontam para uma determinada página fortalecem a página linkada para aquela determinada palavra-chave. Com isto, os webmasters que praticam Black Hat SEO, começaram a criar seus links em outros locais sempre com o texto ancora com a palavra-chave exata que almejavam nos buscadores. Se levarmos em consideração que quando um link building é feito naturalmente, cada autor que lhe citar coloca a texto ancora da forma que desejar, a variação de textos ancoras para uma determinada página é muito grande. Este talvez seja a principal característica do Penguim, que avalia a variação dos textos ancoras dos links que apontam para suas páginas, de forma a reduzi-lo nos resultados caso detecte que houve artificialidade na construção de seus links.

Maioria de domínios estrangeiros

Além disso, uma outra característica de quem praticava Black Hat SEO, é a construção de muitos links em domínios de origem de línguas na qual não tenham a mínima relação com a da página que esta sendo linkada. Quando ocorre naturalmente o link building, o maior percentual é sempre de links em páginas de mesma língua e domínio. Por exemplo, se tem uma página em português, começar a receber a maioria de links de domínios como .jp, .ru, e assim por diante pode demonstrar uma certa artificialidade na construção destes links.

Resumindo, acredito que a compra de links ainda continua sendo uma boa alternativa para conseguirmos bons rankeamentos nos buscadores, porém temos que ter o cuidado e conhecimento suficiente para não tornarmos esta prática algo que terá efeito reverso ao que estamos esperando dos mecanismos de busca.

E você, costuma comprar links?

Esse Guest Post foi escrito por Adriano Luz do blog Afiliados na Web. Gostaria de escrever um Guest Post para nosso blog? Acesse a guia Contato e envie o seu!
► Postagens Relacionadas:

3 Comentários

AdrianoLuz disse...

Ola João,

Ter um guest post publicado em seu blog é uma honra para qualquer profissional que trabalha na internet. Parabéns pelo trabalho que faz por aqui e espero que continue com o sucesso em 2013!

Um abraço

Adriano Luz

6 de fevereiro de 2013 07:41
João Almeida disse...

Obrigado pelos elogios. Lembrando que você tenha o mesmo sucesso e que venha mais guest posts, todos serão bem vindos.

9 de fevereiro de 2013 01:12
Bruno Bezerra disse...

Bela matéria, João!, Ainda bem que sempre podemos contar com seus ensinamentos!, Abraços!.

19 de janeiro de 2014 17:21

Postar um comentário